folder_openAuto, Seguro

Vale a pena fazer seguro do carro?

[sem_destaque]-200[/sem_destaque]

A sensação de ter um seguro de carro pode ser umas das melhores possível. Entretanto, na hora de realizar a renovação, acabamos pensando 2x. Por este motivo neste artigo vamos lhe mostrar quando vale a pena ou não proteger seu veiculo pagando o menor preço.

No momento que você decide contratar um seguro o crucial é se fazer no mínimo três perguntas e saber procurar as respostas para elas. Quão importante o seu carro é para você? O risco de roubo é grande ou não? Qual valor está disposto a pagar pelo seguro?

 

De que formas você utiliza o carro?

Um caso que vale a pena ter um seguro para compensar os riscos corridos constantemente é: pessoas que utilizam o carro como forma de trabalho ou necessitam deste para ir ao trabalho todos os dias. Nesta situação as possibilidades de que um acidente ou roubo aconteçam são maiores, sendo compensador o valor do seguro em relação ao prejuízo que possa ter.

Já quem sempre deixa seu automóvel em um local seguro ou estacionamento diariamente. As saídas com o carro são poucas durante a semana. Nestas situações a viabilidade de contratação de um seguro é quase nula, pois a probabilidade de ter que aciona-lo é muito pequena.

O valor do seguro tem como base principal de calculo seu endereço e modelo de seu veículo. Em alguns casos o resultado pode chegar a 30% do valor de seu automóvel. Então analise a proposta antes de contratar, principalmente a cobertura oferecida para compensar o valor a ser pago mensalmente por este serviço.

 

O que pode ser considerado para definição de valor?

Onde você reside é levada muito em consideração na hora de estabelecer um valor para o seguro, pois se nesta região a taxa de roubos for alta, o preço a ser pago também será elevado. Outro fator considerado como importante é o local que este carro encontrasse estacionado, já que uma garagem ou mesmo estacionamento acabam diminuindo os riscos e consequentemente o valor do seguro também.

Existem alguns outros pontos a serem considerados: condutor adicional e idade de risco (18 a 24 nos) aumentam o valor do seguro; já colocar alarmes e bloqueadores, por exemplo, ajudam a diminuir os custos com o seguro.

Uma alternativa para quem não tem condições de contratar um seguro auto é ao menos verificar a possibilidade da contratação de um seguro contra danos resultante por terceiros. Esta modalidade costuma ter um valor de parcela menor, além de duas formas de cobertura: danos corporais, onde a cobertura é para os custos em caso de atropelamento e a por danos materiais que a cobertura destina-se aos custos com um acidente com outro automóvel ou casa por exemplo.

Nesta modalidade de seguro somente para danos, você não terá o conserto de seu automóvel coberto, entretanto se você bater em um carro importado, por exemplo, ou atropele algum, você terá todos os custos cobertos por este seguro.

[vc_single_image source=”external_link” alignment=”center” css_animation=”bounceIn” custom_src=”https://blogdosrsiape.com/wp-content/themes/blogsiape/img/icon_notifications.jpg”]

Receba as notícias antes dos demais Assinantes!

Clique para ativar as notificações e receba antes de serem publicadas

Receba as notícias antes dos demais Assinantes!

Clique para ativar as notificações e receba antes de serem publicadas

Receba as notícias antes dos demais Assinantes!

Clique para ativar as notificações e receba antes de serem publicadas

Essa matéria foi relevante? Vote !

0/50 ratings

Publicações Relacionadas

Seguro

DICAS SOBRE SEGURO VIAGEM

0

No momento de contratar um seguro viagem, surgem diversas dúvidas sobre o assunto. Então decidimos apresentar algumas dicas para te ajudar.

Deixe seu Comentário

Viva o hoje, o Amanhã e o Futuro Deixe com a Gente!

A melhor maneira de proteger sua renda e da sua família em todos os momentos. Na sua ausência, garanta amparo financeiro a sua família.
Click e Surpreenda-se !

Menu